80 oliveiras arrancadas nas Colinas ao sul de Hebron

Operação Colomba. Comunicado de imprensa: 80 oliveiras arrancadas nas Colinas ao sul de Hebron

12 de fevereiro de 2014

At Tuwani –Ontem à tarde, palestinos descobriram oitenta oliveiras desenraizadas nos terrenos de suas propriedades ao longo da bypass road 317, perto do cruzamento que conduz à aldeia palestina de Susiya.

As oliveiras foram localizadas dentro de um campo de propriedade da família Hushiya, residente na cidade vizinha de Yatta, e haviam sido plantadas há apenas três semanas. Ontem à tarde, os proprietários da terra, acompanhados por um membro da equipe de B’tselem, foram até o local onde as oliveiras foram arrancadas, enquanto aguardavam a chegada da polícia, que, uma vez que apresentaram-se no local, juntamente com o DCO (District Coordination Office), documentaram o incidente. Esta manhã, alguns voluntários da Operação Colomba e um membro da B’tselem tornaram ao campo para tirar mais fotos dos danos causados.

Essas terras fazem parte da área que os colonos de Suseya haviam ocupado ilegalmente em 2007, com o plantio de uma vinha. Imediatamente após o incidente, os proprietários palestinos da terra, com o apoio dos Rabinos pelos Direitos Humanos, entraram com uma queixa, começando um longo processo legal (para mais informações visite “http://rhr.org.il/eng/2011/07/plowing-in-south-hebron-hills/”). Em 2013, o Supremo Tribunal de Israel ordenou o desmantelamento da vinha,  posteriormente executado pelo exército.

Com esta ação de vandalismo, o número das oliveiras de propriedade palestina, danificadas ou arrancadas desde o início de 2014 nas Colinas ao sul de Hebron sobe para 100. As oliveiras são um recurso fundamental para as famílias palestinas, e seu dano é uma séria perda econômica.

No entanto, as comunidades palestinas das Colinas ao sul de Hebron estão fortemente envolvidas na escolha da não-violência como um meio de resistência à ocupação israelense: por exemplo, há apenas dois dias, vinte e cinco palestinos plantaram sessenta novas oliveiras nas áreas de suas propriedades , vizinhas ao posto avançado ilegal de Avigayil (para mais detalhes visite “http://tuwaniresiste.operazionecolomba.it/?p=2976”).

A Operação Colomba tem mantido uma presença constante na aldeia de At-Tuwani e nas áreas das colinas ao sul de Hebron desde 2004.

Fotos do incidente visite:

“http://www.operazionecolomba.it/galleries/palestina-israele/2014/2014-02-11-eighty-young-olive-trees-uprooted-in-south-hebron-hills/”

Para Informações:
Operação Colomba, +972 54 99 25 773

[Nota: De acordo com a Quarta Convenção de Genebra, a Convenção de Haia II, o Tribunal Internacional de Justiça, e várias resoluções das Nações Unidas, todos os assentamentos israelenses nos Territórios Palestinos Ocupados são ilegais. Os postos avançados também são considerados ilegais de acordo com a lei israelense.]

 

 

 

Tradução por Marcieli Partichelli